terça-feira, 17 de abril de 2012

Teorias...

 A teoria do “enrabamento” ou a louca mania de "tirar o seu da reta"!


  
Por Silvânia Santos, Assistente Administrativo
Assessoria de Comunicação da AMAC

Perdoem o termo chulo, mas a ideia não foi minha... foi de Ivo José Tristes (doutor e especialista em comportamento contemporanêo) colaborador do "Centro de filosofia da Educação para o pensar".

O termo foi usado para sensibilizar os chamados atores sociais, protagonistas de ações, como eu e você que por vezes projetam as responsabilidades do que nos ocorre para os outros. Ou seja, jogamos no próximo toda a culpa de nossos fracassos.

Ou dizemos que é olho grande, inveja, articulações, sabotagem e etc. Não que isso não ocorra vez ou outra! Mas sempre e a cada tropeço já pode ser considerado exagero nosso. Especialistas chamariam estes casos de "vitimistas", ou seja, aqueles que "tiram o seu da reta".

Já pensou nisso? Não? Nem eu havia pensado até o momento em que li no site acima citado que o primeiro a combater a teoria do enrabamento foi Sócrates lá na Grécia antiga. Ele dizia: - “parem de culpar os deuses pelo que acontece conosco. Nós somos os únicos responsáveis a partir das escolhas que fazemos”.


Vamos a um exemplo: "sou professora e estou endividada porque ganho pouco. A culpa da minha situação é do governador ou dos políticos que roubam muito e me pagam esse salário de fome." Mas sejamos realistas, de quem foi a responsabilidade real pelo meu orçamento desastroso? Resposta: Meu, quem votou fui eu...quem escolheu a profissão fui eu e quem cuida do meu orçamento sou eu!

Então, já passou da hora de parar de acreditar nos que me chamam de "fdp" e vítima da sociedade!  E parar de acompanhar os que que afirmam veemente que o culpado de minha vida estar  na " m"  não é minha!

Não somos vítimas, nem culpados, somos protagonistas da vida! Tomemos as rédeas! Cuide da sua que eu cuido da minha e cada um põe o que quer na reta...


Assumam que Deus empunhou a cada um sua vida e que essa responsabilidade é única!




                                                   !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Um comentário:

  1. To concordando em gênero, numero, e grau.
    Sem discutir.

    ResponderExcluir